Libertadores 2019: Relembre a trajetória vitoriosa do bicampeão Flamengo

A edição de 2019 do principal Torneio de Clubes da América do Sul organizada pela CONMEBOL terminou com o Flamengo sendo bicampeão da Taça Libertadores da América. A última vez que o time havia ganhado, foi em 1981.

Você sabia que o nome Libertadores é em homenagem aos principais líderes da independência dos países sul-americanos? Sim! Dom Pedro I é um dos homenageados através do título do torneio.

Pela primeira vez a final foi disputada em partida única, seguindo o modelo europeu da Liga dos Campeões. Primeiramente seria em Santiago no Chile, mas devido as manifestações populares, o local foi transferido para Lima no Peru, no estádio Monumental.

Vamos relembrar a trajetória do clube carioca desde a fase de grupos: o Flamengo foi sorteado para ficar no Grupo D, junto com LDU Quito, Penarol e San José. Terminou esta fase em primeiro lugar do grupo.

Partindo para o mata-mata: Nas Oitavas de Final o Flamengo confrontou o Emelec, foram duas partidas que terminaram em 2×0 para cada clube, a decisão então ficou nos pênaltis, e o Flamengo levou a melhor com 4 acertos a 2.

Nas Quartas de Final o Flamengo enfrentou um clube nacional, o Internacional, na partida de ida ficou 2×0 para o Flamengo, na de volta ficou 1×1.

As partidas da Semifinal foram espetaculares, enfrentando outro clube nacional, e também do Rio Grande do Sul, o time do Rio de Janeiro levou a melhor. Na partida de ida realizada em Porto Alegre, na Arena do Grêmio ficou em empate de 2×2, mas o show de qualidade continuou na partida de volta, mas desta vez somente por conta do Flamengo que goleou o Grêmio por 5×0 no Maracanã.

O Flamengo foi consagrado campeão no dia 23/11/2019, com uma vitória de virada, com gosto explosivo arrancado nos minutos finais do segundo tempo. Sim a partida terminou em 2×1 para o Flamengo contra o River Plate de virada. Borré abriu o placar para o River Plate aos 14 minutos, mas aí Gabriel Barbosa, mais conhecido como Gabigol, marcou os dois gols do rubro-negro aos 89 e 92 minutos finais, a vitória não poderia ter sido mais bela e emocionante. Mérito para o Mister Jorge Jesus, jogadores e companhia!